Abertura: Beleza Pura


Aproveitando o término da novela Beleza Pura da Rede Globo, seria interessante comentar um pouco de sua abertura que tratou principalmente dos mais variados tratamentos estéticos e procedimentos de embelezamento que proporcionam as mulheres tornarem-se cada vez mais sensuais, fortes e poderosas. Nela, pôde ser notado influências do filme “Beleza Americana”, com a tradicional cenas das pétalas, além dos vários comerciais de produtos e serviços de beleza e cosméticos.

Um dos recursos mais explorados na vinheta foi a composição cromática, como o contraste negativo-positivo. Sobre a modelo negra, foram usadas peças e líquidos brancos, enquanto que o oposto ocorria com a modelo branca. O outro ponto foi o uso do vermelho, encontrado no batom, nas roupas, nos acessórios e nas próprias pétalas de rosas, em meio a um cenário completamente alvo e sem detalhes.

Enquanto que a cor do cenário transmitia limpeza e suavidade, o vermelho proporcionava sensualidade e imponência. Todas essas qualidades do vermelho eram ressaltadas também pelos gestos, posturas e movimentos das mulheres que pareciam ter saido de uma campanha de xampu ou tinta para o cabelo.

Detalhe também para a escolha das modelos, no qual procurou-se privilegiar todas as raças, mostrando que a beleza não está restrita a um só padrão.

>>> Ficha Técnica

Ano: 2008

Canal: Rede Globo

Produção: Hans Donner

Som: “Beleza Pura”, por Skank

>>> Postado por André Luiz Sens

>>> Dedicado a @isadorabp

(atualizado em 21.10.2010)

Abertura: Roda de Fogo.

Em 1986 estreou na Rede Globo a novela Roda de Fogo (completamente diferente da versão da TV Tupi de 1978). A primeira vista, o nome da trama nem a abertura pareciam não ter uma relação direta com a novela. Mas após uma análise mais apurada, a novela discutia, através de temas como a corrupção e a busca pelo poder, a questão que ás vezes se corre altos riscos para conseguir o que se quer. E assim como a atração circense de mesmo nome, as letras que formavam a assinatura da novela se transformavam em rodas de fogo estilizadas pelas quais animais e o próprio homem a ultrapassavam. Porém havia um detalhe peculiar na transição pela roda que agregava muito mais simbolismo  à abertura Enquanto que os bichos “descongelavam” e ganhavam movimento e vida ao passar pelas chamas, o contrário acontecia com o ser humano.  Isso servia para demostrar como a frieza ou dureza podem dominar o homem para conseguir superar obstáculos e atingir os seus objetivos.

>>> Ficha Técnica

Ano: 1986

Canal: Rede Globo

Produção: Hans Donner e Videographics

Som:  “Pra Começar”, por Marina Lima

>>> Postado por André Luiz Sens

(atualizado em 13.05.2010)

Bastidores da chamada de Três Irmãs.

Acompanhe os os bastidores da chamada teaser de Três Irmãs da Rede Globo. O que mais chama atenção é a prancha não cenográfica de 12 metros de altura criada pelo shaper Italo Marcelo especialmente para a novela.

Reportagem do Vídeo Show sobre os bastidores da chamada.

Detalhes da construção da prancha.

Postado por André Luiz Sens

Abertura: Tieta

Inspirada do romance “Tieta do Agreste” de Jorge Amado, a novela Tieta, exibida em 1989 pela Rede Globo, apresentava como trama principal a vida da personagem Tieta na cidade fictícia de Santana do Agreste, localizada no Nordeste brasileiro. A história inciava com ela ainda nova (Claudia Ohana), quando era humilhada e abandonada pela família conservadora, o que culminou com sua partida para São Paulo. Vinte e cinco anos depois, Tieta (Betty Faria) reaparece rica, bonita, bem-sucedida e disposta a se vingar das pessoas que a maltrataram.

Continue Lendo

Pílula Televisual: Abertura de Sassaricando.

Em 1987 estreava na Rede Globo uma novela com um título um tanto incomum. Não só pela por seu pouco uso, mas também por sua polêmicia enquanto ao uso ortográfico. Esse título surgiu a partir da marchinha carnavalesca “Saçaricando” de 1952 que serviu também para trilha sonora, executada por Rita Lee e Roberto de Carvalho. Independente das questões gramaticais, “sassaricar” (ou saçaricar) que dizer em resumidas palavras: mexer o corpo. E é isso que acontece na abertura da novela que traz pessoas se movimentando sob um tecido elástico e metalizado, fazendo uma analogia a coisas que literalmente podem ser feitas “por debaixo dos panos”. No caso da novela, o lado sexual mostrou-se como o mais evidente. No final, uma supresa: o tecido se transformava em um trouxa, embrulhando os “sassariqueiros”. Afinal, assim como outro dito popular, eles eram”farinhas do mesmo saco”.

Detalhe para iluminação criada sobre o tecido, trazendo efeitos cromáticos interessantes.

Postado por André Luiz Sens

Nerdcast e as aberturas das novelas dos anos 80.

Para quem ouviu o último Nerdcast, o podcast do blog Jovem Nerd, se divertiu com os comentários nostálgicos e divertidos sobre as novelas que fizeram sucesso nos anos 80. E um dos pontos mais discutidos foram as criativas aberturas de algumas delas criadas pelo designer Hans Donner, como Sassaricando, Selva de Pedra, Tieta e Sinhá Moça (primeira versão). Algumas delas, já foram comentadas aqui e outras serão providenciadas para os próximos posts. Por isso, aguardem!

Postado por André Luiz Sens

(Graças a Isadora e ao Jovem Nerd)

Chamadas surpresas da novela Três Irmãs.

Se você anda acompanhando as novelas que estão passando atualmente na Rede Globo, pôde ter notado algumas chamadas especiais para a nova novela das sete “Três Irmãs” que disputam a tela com o encerramento dos créditos. Essa ação estratégica que tenta chamar a atenção de forma diferenciada parece ser bastante eficaz, isso porque procura pegar de surpresa o telespectador que já está assistindo as novelas da casa. Essas chamadas utilizam uma linguagem divertida, variada e formalmente integrada ao restante do vídeo. E um dos exemplos, uma onda apaga o final do encerramento e traz a assinatura e a data de estréia da novela.

Contudo, não foi deixado de lado o já tradicional teaser que contêm uma prancha de 12 metros de altura especialmente produzida pelo shaper Italo Marcelo e que serviu de identidade para toda a campanha. Confira abaixo:

Postado por André Luiz Sens

Abertura: Rainha da Sucata

Em 1990, a Rede Globo acompanhou o ritmo febre do momento e o levou a abertura de Rainha da Sucata. Nela, ao som de Sidney Magal, sucatas de um ferro-velho se juntavam formando uma divertida bailarina de lambada com cabeça de ventilador, pés de ferro de passar e cabelos de mola.

Continue Lendo